Relação entre cobertura e temperatura do solo em região periurbana do cerrado

Renato Carneiro Fernandes da Silva, César Silva Lopes, Francienne Góis Oliveira, André Luís Teixeira Fernandes, Leonardo Campos de Assis

Resumo


A cobertura do solo e sua temperatura superficial estão associadas; portanto, alterações provocam mudança microclimática devido emissão de radiação eletromagnética na faixa termal. Neste estudo objetivou-se analisar a relação da cobertura do solo com a Temperatura Superficial Aparente (TSA) em área periurbana do cerrado através de imagens de satélite. Por meio de procedimentos de Processamento Digital de Imagens como a classificação supervisionada que determinou as tipologias de cobertura do solo, bem como operações aritméticas que produziram imagens de temperatura da superfície em graus Celsius, avaliou-se sua relação em duas épocas distintas: 1985 e 2011. Os resultados demonstram que para o ano de 1985, dos cinco grupos de amostras de cobertura do solo, Pastagem apresentou-se de forma expressiva em 50% da área. De 1985 para 2011 verificou-se aumento de área para as classes de Pastagem, Vegetação Nativa e Área Urbana; e, de redução de área para as classes Solo Exposto e Cultura Agrícola. Em relação à TSA, as médias de temperatura das classes sofreram aumentos significativos. As diferenças das médias para cada classe, foram: Pastagem (+4,65 °C), Vegetação Nativa (+4,25 °C), Área Urbana (+4,87 °C), Solo Exposto (+5,33 °C) e Cultura Agrícola (+1,48 °C). As maiores TSA destacam-se nas classes Solo Exposto e Área Urbana, enquanto as menores nas classes com cobertura vegetal, como cultura agrícola e vegetação nativa.

Palavras-chave


Sensoriamento Remoto, Temperatura Superficial Aparente, Mudança da Paisagem

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, H. P. F. Análise dos fatores associados às mudanças na cobertura da terra no vale do Ribeira através da integração de dados censitários e de sensoriamento remoto. Campinas 2004, 294 f. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) – Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP.

BAPTISTA, G. M. M. Sensores Imageadores na Faixa do Termal (8 -14 micrometros). In: MENEZES, P. R.; ALMEIDA, T. (Org.). Introdução ao processamento de Imagens de Sensoriamento Remoto. Brasília: UnB, 2012. 266 p.

CALLEJAS, I. J. A. et al. Uso do solo e temperatura superficial em área urbana. Mercator, Fortaleza, v. 10, n. 23, p. 207-223, set./dez. 2011.

CARVALHO, D. L. R.; SOARES, C. B. S. S.; SILVA, M. M. Identificação das Ilhas de Calor Urbana na Cidade de Manaus-AM. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE SENSORIAMENTO REMOTO, 16., 2013, Foz do Iguaçu. Anais... Foz do Iguaçu: INPE, 2013, p. 874-881, v. 16.

CPTEC. Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos. Análise Sinótica de Superfície do dia 18/08/2011. São José dos Campos, 2011.

COELHO, A. L. N.; CORREA, W. S. C. Temperatura de Superfície Celsius do sensor TIRS/LANDSAT-8: Metodologia e Aplicações. Revista Geográfica Acadêmica, Boa Vista, v. 7, n. 1, p. 31-45, 2013.

COELHO, A. L. N.; CORREA, W. S. C.; NASCIMENTO, F. H. Uso de produtos de sensoriamento remoto para a classificação e análise de temperaturas de superfície no município de Vila Velha/ES (Brasil). Geofocus: (Informes y Aplicaciones), Madrid, v. 13, n. 1, p. 61-76, 2013.

COLL, C.; GALVE, J. M.; SÁNCHEZ, J. M.; CASELLES V. Validation of Landsat-7/ETM+ Thermal-Band Calibration and Atmospheric Correction with Ground-Base Measurements. IEEE Trans. Geosci. Remote Sens., v. 48, n. 1, p. 547–555, Jan. 2010.

CRUZ, L. B. S. Diagnóstico Ambiental da Bacia Hidrográfica do Rio Uberaba-MG. Campinas 2003, 180 f. Tese (Doutorado em Engenharia Agrícola) – Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. IBGE cidades: UBERABA-MG. Disponível em:. Acesso em: 01 set. 2014.

JENSEN, J. R. Remote Sensing of the environment: an earth resource perspective. Sensoriamento remoto do ambiente: uma perspectiva em recursos terrestres. Tradução de J. C. N. EPIPHANIO. São José dos Campos: Parêntese, 2009. 598 p.

LEITE, M. R.; BRITO, J. L. S. Sensoriamento Remoto aplicado à análise temporal da relação uso da terra/ temperatura e albedo de superfície na Bacia do Rio Vieira no norte de Minas Gerais. Revista Brasileira de Climatologia, Curitiba, v. 10, n. 8, p. 98-120, 2012.

MASHIKI, M. Y. Geoprocessamento na identificação de Ilhas de Calor e Influência do uso e ocupação do solo na temperatura aparente da superfície no município de Botucatu/SP. Botucatu 2012, 67 f. Dissertação (Mestrado em Agronomia) – Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho – UNESP

MATHER, P. M. Computer processing of remotely-sensed images: an introduction. 3rd. ed. Chichester: John Wiley & Sons, 2004. 324 p.

NASCIMENTO, D. T. F.; SOUZA, S. B.; OLIVEIRA, I. J. A relação entre os valores de temperatura superficial terrestre (TST), o uso e cobertura do solo e a topografia no município de Minaçu-GO (2001). Ateliê Geográfico, Goiânia, v. 3, n. 2, p. 93-107, 2009.

OKEKE, F. I. Review of Digital Image Orthorectification Techniques. 2006. Disponivel em: . Acesso em: 01 Mai. 2017.

PEREIRA, C. C. et al. Análise da Temperatura de superfície e do uso da terra e cobertura vegetal na Bacia Barra dos Coqueiros (Goiás). Geonorte, [s.1] v. 2, n. 5, p. 1243-1255, 2012.

RIBEIRO, L. C. B. Geoparque Uberaba: Terras dos Dinossauros do Brasil. Rio de Janeiro 2014, 214 f. Tese (Doutorado em Geologia) – Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ.

SÁ JÚNIOR, A. Aplicação da Classificação de Koppen para o Zoneamento Climático do Estado de Minas Gerais. Lavras 2009, 101 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) – Universidade Federal de Lavras – UFLA.

SILVA, J. W.; GUIMARÃES, E. C.; TAVARES, M. Variabilidade Temporal da precipitação mensal e anual na Estação Climatológica de Uberaba-MG. Ciências e Agrotecnologia, Lavras, v. 27, n. 3, p. 665-674, 2003.

SOUZA, S. B.; FERREIRA JÚNIOR, L. G. Relação entre temperatura de superfície terrestre, índices espectrais e classes de cobertura da terra no município de Goiânia (GO). Raega: o espaço geográfico em análise, [s.1], v. 26, p. 75-99, dez. 2012.

WMO. World Meteorological Organization. Guide to Meteorological Instruments and Methods of Observation. Chairperson. Geneva: Chairperson, 2008. 681 p.

ZHAO, L. et al. Strong contributions of local background climate to urban heat. Nature, [s.1], v. 511, p. 216-219, Jul. 2014.




DOI: http://dx.doi.org/10.18406/2316-1817v10n420181221

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2019 Renato Carneiro Fernandes da Silva, César Silva Lopes, Francienne Góis Oliveira, André Luís Teixeira Fernandes, Leonardo Campos de Assis

Rev. Agrogeoambiental, Pouso Alegre, MG, Brasil. e-ISSN: 2316-1817

Licença Creative Commons

A Revista Agrogeoambiental está licenciada por uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.