Production of Inga vera Willd and Eugenia involucrata DC. seedlings fertigated with whey

Rita de Cássia da Silva, Lilian Vilela Andrade Pinto

Resumo


Residuary effluents from dairy industry contaminate hydric resources, so researches aiming sustainable methods to revert this situation must be stimulated. The objective of this study was to determine if whey can be used as fertigation and to define the proportion of whey that shall be fertigated for species Inga vera and Eugenia involucrata. This research consisted in two experiments, one with Inga vera and the other with Eugenia involucrata, since the species have distinct ecological behavior, being pioneer and late secondary, respectively. Both experiments were designed in completely randomized blocks and four fertigations were evaluated: T1: 100% water; T2: 25% whey and 75% water; T3: 50% whey and 50% water; and T4: 100% whey. The indicators evaluated were: plant height, collar diameter, aerial part weight, root weight, and development quality rate. Fresh whey promoted different responses in the development of Eugenia involucrata and Inga vera seedlings and the use of whey as fertigation for the species Eugenia involucrata is not recommended. Studies of irrigation using whey at the concentration of 100% is recommended for the production of Inga vera seedlings, daily or in alternate days, minimizing pressure on clean water availability.


Palavras-chave


Effluent reuse. Native species. Atlantic Forest. Fertigation.

Texto completo:

English pdf Português pdf

Referências


CARVALHO, P. E. R. Cerejeira - Eugenia involucrata. In: Espécies arbóreas brasileiras. Revista Embrapa Informação Tecnológica, Colombo-PR, v. 3. 8p. 2008. Comunicado técnico. Disponível em: .Acesso em: 21 mar. 2018.

DALÓ JÚNIOR, O. Avaliação do crescimento de mudas de uvaia (Eugenia pyriformis) com fertirrigação de soro de leite. 2016. 26 f. Trabalho de Conclusão de Curso( Graduação- Tecnólogo em Gestão Ambiental) - Instituto Federal de Educação , Ciência e Tecnologia do Sul de Minas Campus Inconfidentes, Inconfidentes-MG, 2016.

DICKSON, A.; LEAF, A. L.; HOSNER, J. F. Quality appraisal of white spruce and white pine seedling stock in nurseries. The Forestry Chronicle, v. 36, n. 1, p. 10-13, 1960. Disponível em:< http://pubs.cif-ifc.org/doi/abs/10.5558/tfc36010-1>. Acesso em: 22 mar. 2018

FERREIRA, D. SISVAR: um programa para análises e ensino de estatística. Revista Symposium, Lavras, v. 6, p. 36-41, 2008. Disponível em:. Acesso em: 21 mar. 2018.

GHERI, E.O; FERREIRA, M. E; CRUZ, M. C. P. Resposta do capim-tanzânia à aplicação de soro ácido de leite. Revista Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília-DF, v. 38, n. 6, p. 753-760, jun. 2003. Disponível em: . Acesso em: 21 mar. 2018.

GIROTO, J.M; PAWLOWSKY, U. O soro de leite e as alternativas para o seu beneficiamento. Revista Brasil Alimento, Paraná-PR, n.10, p.43-46, set/out.2001. Disponível em:< http://www.signuseditora.com.br/ba/pdf/10/10%20-%20Laticinios.pdf> .Acesso em: 22 mar. 2018.

JUNG, C.F; MATTE, A.A. Produção leiteira no Brasil e características da bovinocultura leiteira no Rio Grande do Sul. Revista Ágora. Santa Cruz do Sul, v.19, n. 01, p. 34-47, jan./jun. 2017. Disponível em: . Acesso em: 21 mar. 2018.

KUMER, A. C.B; SILVA, I. P.F; LOBO, T.F; FILHO, H.G. Qualidade da água residuária para irrigação do trigo. Irriga, Botucatu, Edição Especial, p. 297 - 308, 2012. Disponível em:< http://irriga.fca.unesp.br/index.php/irriga/article/view/454>. Acesso em: 18 mar. 2018.

MANTOVANI, J. R; CARRERA, M; LANDGRAF, P.R. C; MIRANDA, J.M. Soro ácido de leite como fonte de nutrientes para o milho. Agriambi, Campina Grande, v. 4, n. 19, p.324-329, mar. 2015. Disponível em: . Acesso em: 21 mar. 2018.

NUNES, L; SANTOS, M.G. Caracterização físico-química de soros obtidos de diferentes tipos de queijos. Revista Horizonte Cientifico. Uberlândia, v. 10, n. 2. 2016. Disponível em:< http://www.seer.ufu.br/index.php/horizontecientifico/article/viewFile/31172/17270>. Acesso em: 22 mar. 2018.

OLIVEIRA, D.F; BRAVO, C.E. C; TONIAL, I.B. Soro de leite: um subproduto valioso. Revista do Instituto de Laticínios Cândido Tostes, n 385, v. 67, p.64-71, mar/abr. 2012. Disponível em: < https://www.revistadoilct.com.br/rilct/article/view/215>. Acesso em: 22 mar. 2018.

PAULA, Leila de. Soro de leite em substituição à solução nutritiva no cultivo da forragem de milho hidropônico. 2009. 53 f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife. Disponível em: < http://www.tede2.ufrpe.br:8080/tede2/handle/tede2/5638>. Acesso em: 20 mar. 2018.

RUIZ, J. G. C. L. Mineralização do soro ácido de leite em função do ph do solo. 44 f. Dissertação (Mestrado em Ciências do Solo)- Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, 2012. Disponível em: . Acesso em: 20 mar. 2018.

SCHUSTER, A.A. Fertirrigação em Eucalipto com efluentes de indústrias de laticínios. 2015.15 f. Artigo apresentado na disciplina de Estágio Supervisionado do Curso Técnico em Química do Centro de Educação Profissional UNIVATES, Lajeado, 2015. Disponível em: < https://www.univates.br/tecnicos/media/artigos/adriana.pdf>. Acesso em: 22 mar. 2018.

SOUZA, J.R; MORAIS, M.E. B; SONODA, S. L; SANTOS, H. C. R. A Importância da Qualidade da Água e os seus Múltiplos Usos: Caso Rio Almada, Sul da Bahia, Brasil. Revista Eletrônica do Prodema, Fortaleza-CE , v.8, n.1, p. 26-45, abr. 2014. Disponível em: < http://www.periodicos.ufc.br/rede/article/view/1115>. Acesso em: 19 mar. 2018.




DOI: http://dx.doi.org/10.18406/2316-1817v12n120201317

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Lilian Vilela Andrade Pinto

Rev. Agrogeoambiental, Pouso Alegre, MG, Brasil. e-ISSN: 2316-1817

Licença Creative Commons

A Revista Agrogeoambiental está licenciada por uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.