Seeder-fertilizer performance with two furrowing mechanisms and sowing speed

Antonio Luiz Viegas Neto, Cristiano Márcio Alves de Souza, Sálvio Napoleão Soares Arcoverde, Izidro dos Santos de Lima Junior, Lígia Maria Maraschi da Silva Piletti

Resumo


The displacement velocity of the tractor-seeder set, associated with the furrowing mechanism, influences the plant distribution and the establishment of a correct plant stand in the field. The objective of this study was to evaluate the operational performance of a seeder-fertilizer in the non-tillage sunflower crop, according to sowing speeds and furrow mechanisms. The experimental design used was the randomized blocks, with treatments arranged in a split-plot scheme, where the plots were the furrowing mechanisms (chisel openers and double disk) and the subplots were the sowing speeds (3.2; 4.6; 6.2 and 7.0km h-1), with three replicates. The following were determined in this study: the emergence speed index, the emergence in the field, the average distance between the plants, plant height, plant population and the longitudinal distribution of plants. Sunflower sowing using a chisel openers provides greater emergence in the field, emergence speed index and, consequently, greater plant population. Sowing speed ranging from 3.2 to 7.0km h-1 do not influence field emergence, emergence speed index, height and population of sunflower plants.


Palavras-chave


Heliantus annus L. Longitudinal distribution. No-tillage system. Plant emergence.

Texto completo:

ENGLISH PORTUGUÊS

Referências


ALVARES, C.A.; STAPE, J.L.; SENTELHAS, P.C.; GONÇALVES, J.L.M.; SPAVOREK, G. Köppen’s climate classification map for Brazil. Meteorologische Zeitschrift, v.22, n.5, p.711-728, 2013.

ARCOVERDE, S.N.S.; SOUZA, C.M.A. de.; CORTEZ, J.W.; MACIAK, P.A.G.; NAGAHAMA, H.J. Qualidade e variabilidade especial na semeadura do milho de segunda safra. Energia na agricultura, v.32, n.4, p.386-392, 2017.

BEZERRA, F.T.C.; DUTRA, A.S.; BEZERRA, M.A.F.; OLIVEIRA FILHO, A.F.; BARROS, G.L. de. Comportamento vegetativo e produtividade de girassol em função do arranjo espacial das plantas. Revista Ciência Agronômica, v. 45, n. 2, p. 335-343, 2014.

BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Regras para análises de sementes. MAPA. SDA. Brasília, DF: Mapa/ACS, 2009. 399 p.

CORTEZ, J. W.; FURLANI, C. E. A.; SILVA, R. P.; LOPES, A. Distribuição longitudinal de sementes de soja e características físicas do solo no plantio direto. Engenharia Agrícola, v.26, n.2, p.502-510, 2006.

DALCHIAVON, F.C.; MALACARNE, B.J.; CARVALHO, C.G.P. de. Características agronômicas de genótipos de girassol (Heliantus annuus L.) em segunda safra no Chapadão do Parecis – MT. Revista de Ciências Agrárias, v.39, n.1, 2016.

EMBRAPA - Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Sistema brasileiro de classificação de solos. 3.ed. Brasília, Embrapa Informação Tecnológica. 353p. 2013.

EUCLYDES, R.F. SAEG - Sistema para análises estatísticas, versão 9.1. Viçosa: Fundação Arthur Bernardes/UFV, 2007. 287p

FURLANI, C.E.A.; CANOVA, R.; CAVICHIOLI, F.A.; BERTONHA, R.S.; SILVA, R.P. Demanda energética por semeadora-adubadora em função da haste sulcadora na semeadura do milho. Revista Ceres, v.60, n.6, p.885-889, 2013.

GARCIA, R.F.; VALE, W.G.; OLIVEIRA, M.T.R.; PEREIRA, E.M.; AMIM. R.; BRAGA, T.C. Influência da velocidade de deslocamento no desempenho de uma semeadora-adubadora de precisão no Norte Fluminense. Acta Scientiarum. Agronomy, v.33, n.3, p.417-422, 2011.

GAZZONI, D. L. Óleo de girassol como matéria-prima para biocombustíveis. In: Girassol no Brasil. Londrina: Embrapa Soja, 2008. p. 145-162.

GIRASSÓIS Agrobel. Rio Verde, GO: Ceapar Cerrado Sementes, 2007. 2 p. Informativo distribuído pela Ceapar.

IVANOFF, M. E. A.; UCHÔA, S. C. P.; ALVES, J. M. A.; SMIDERLE, O. J.; SEDIYAMA, T. Formas de aplicação de nitrogênio em três cultivares de girassol na savana de Roraima. Revista Ciência Agronômica, v. 41, n. 3, p. 319-325, 2010.

KOAKOSKI, A.; SOUZA, C.M.A.; RAFULL, L.Z.L.; SOUZA, L.C.F.; REIS, E.F. Desempenho de uma semeadora-adubadora utilizando-se dois mecanismos rompedores e três pressões da roda compactadora. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v.42, n.5, p.725-731, 2007.

KURACHI, S.A.H.; COSTA, J.A.S.; BERNARDI, J.A.; COELHO, J.L.D.; SILVEIRA, G.M. Avaliação tecnológica de semeadoras e/ou adubadoras: tratamento e dados de ensaios e regularidade de distribuição longitudinal de sementes. Bragantia, v.48, n.2, p.249-262, 1989.

MION, R.L.; BENEZ, S.H. Esforços em ferramentas rompedoras de solo de semeadoras de plantio direto. Ciência e agrotecnologia, Lavras, v.32, n.5, p.1.594-1.600, 2008.

MODOLO, A.J.; FRANCHIN, M.F.; TROGELLO, E.; ADAMI, P.F.; SCARSI, M.; CARNIELETTO, R. Semeadura de milho com dois mecanismos sulcadores sob diferentes intensidades de pastejo. Engenharia Agrícola, v.33, n.6, p.1200-1209, 2013.

NASCIMENTO, F.M.; RODRIGUES, J.G.; FERNANDES, J.C.; GAMERO, C.A.; BICUDO, S.J. Efeito de sistemas de manejo do solo e velocidade de semeadura no desenvolvimento do sorgo forrageiro. Revista Ceres, v.61, n.3, p.332-337, 2014.

NOBRE, D.A.C.; RESENDE, J.C.F.; JUNIOR, D.S.S.B.; COSTA, C.A. Desempenho agronômico de girasol no norte de Minas Gerais. Revista Agro Ambiente, v.6, n.2, p.140-147, 2012.

REIS, E.F. dos; SCHAEFER, C.E.G.R.; FERNANDES, H.C.; NAIME, J. de M.; ARAÚJO, E.F. Densidade do solo no ambiente solo-semente e velocidade de emergência em sistema de semeadura de milho. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v.30, p.777-786, 2006.

SANTOS, V.C.; SANTOS, P.R.A.; LIMA, I.O.; PEREIRA, V.R.F.; GONÇALVES, F.R.; CHIODEROLI, C.A. Desempenho de semeadora-adubadora em função da velocidade de deslocamento e do mecanismo sulcador de fertilizantes. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v.20, n.3, p.286-291, 2016.

TROGELLO, E.; MODOLO, A.J.; CARNIELETTO, R.; KOLLING, E.M.; SCARSI, M.; SGARBOSSA, M. Desenvolvimento inicial e produtividade da cultura do milho no sistema de integração lavoura-pecuária. Revista Ceres, v.59, n.2, p.286-291, 2012.

TROGELLO, E.; MODOLO, A.J.; SCARSI, M.; DALLACORT, R. Manejos de cobertura, mecanismos sulcadores e velocidades de operação sobre a semeadura direta da cultura do milho. Bragantia, v.72, n.1, p.101-109, 2013.

VIAN, A.L.; SANTI, A.L.; AMADO, T.J.C.; CHERUBIN, M.R.; SIMON, D.H.; DAMIAN, J.M.; BREDEMEIER, C. Variabilidade espacial da produtividade de milho irrigado e sua correlação com variáveis explicativas de planta. Ciência Rural, v.46, n.3, p.464-471, 2016.

WEIRICH NETO, P.H.; SCHIMANDEIRO, A.; GIMENEZ, L.M.; COLET, M.J.; GARBUIO, P.W. Profundidade de deposição de semente de milho na região dos Campos Gerais, Paraná. Engenharia Agrícola, v.27, n.3, p.782-786, 2007.




DOI: http://dx.doi.org/10.18406/2316-1817v12n220201447

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Antonio Luiz Viegas Neto, Cristiano Márcio Alves de Souza, Sálvio Napoleão Soares Arcoverde, Izidro dos Santos de Lima Junior, Lígia Maria Maraschi da Silva Piletti


Rev. Agrogeoambiental, Pouso Alegre, MG, Brasil. e-ISSN: 2316-1817

Licença Creative Commons

A Revista Agrogeoambiental está licenciada por uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.