Levantamento itossociológico de um fragmento de floresta estacional semidecidual no município de São João Evangelista

Alex do Nascimento Gonçalves, João Barbosa dos Santos Neto, Jadir Vieira da Silva, Helen Cristina Santos Machado, Aderlan Gomes da Silva

Resumo


O objetivo deste trabalho foi conhecer a composição florística e avaliar a fitossociologia
do estrato arbóreo, de um fragmento de Floresta Estacional Semidecidual, situado no município
de São João Evangelista-MG. Utilizou-se a Amostragem Sistemática com alocação de 5 parcelas
de área fixa de 40 por 25 m , alocadas a cada 200 m. Os parâmetros avaliados foram: Número de
indivíduos (N), Área Basal (AB), Densidade Relativa (DR), Freqüência Relativa, Dominância
Relativa, Índice de Valor de Cobertura, Índice de Valor de Importância (IVI), Posição Fitossociológica (PSR), Índice de Valor de Importância Ampliado (IVIA), índice de Diversidade de Shannon (H’), Índice de Equabilidade de Pielou (J’). Foram amostrados 427 indivíduos, pertencentes
a 56 espécies. A espécie Mabea fistulfera apresentou maior valor para N (123 indivíduos), IVI
(19,94%) e PSR (30,40). As famílias que apresentaram maior riqueza em espécies foram: Caesalpinaceae (4 espécies), seguida da Mimosaceae (3 espécies) e Annonaceae (2 espécies). A área
basal total, foi de 5,447 m², o H’ obtido foi igual a 2,78, já o valor obtido para (J’) foi de 0,69,
indicando tendência a uniformidade florística do componente arbóreo.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18406/2316-1817v2n32010282

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Revista Agrogeoambiental


Rev. Agrogeoambiental, Pouso Alegre, MG, Brasil. e-ISSN: 2316-1817

Licença Creative Commons

A Revista Agrogeoambiental está licenciada por uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.