Avaliação Qualitativa de Impactos Ambientais de Indústria de Móveis

Celso Coelho de Souza, Elias Silva, José de Castro Silva, James Jackson Griffith, Sidney Araujo Cordeiro

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar qualitativamente os impactos ambientais provenientes do Pólo Moveleiro de Ubá. A identificação e descrição das atividades impactantes relacionadas ao referido pólo foram feitas com base em consulta a referências bibliográficas e no
acompanhamento das atividades realizadas nas fábricas de móveis e de suas interferências nos
meios físico, biótico e antrópico. O método de avaliação utilizado foi a Matriz de Interação,
contendo as atividades impactantes em suas linhas e os fatores ambientais relevantes em suas colunas. Identificaram-se 28 atividades impactantes, divididas em quatro fases: pré-fabricação de
móveis, fabricação de móveis, expedição e comercialização de móveis, e limpeza e conservação
da fábrica. O meio antrópico foi o mais impactado, apresentando 79 relações de impacto, o que
correspondeu a 49,07% do total. A principal conclusão é a de que tal método se mostrou eficiente para avaliação de impactos ambientais do empreendimento em questão, o que permite a este
estudo ser um referencial no processo de licenciamento da indústria de móveis em Minas Gerais.
Palavras-chave: impacto ambiental, indústria moveleira e pólo moveleiro de Ubá.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18406/2316-1817v3n12011302

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Revista Agrogeoambiental

Rev. Agrogeoambiental, Pouso Alegre, MG, Brasil. e-ISSN: 2316-1817

Licença Creative Commons

A Revista Agrogeoambiental está licenciada por uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.