Comparação entre a Feição de Hidrografia Extraída de uma Imagem do Srtm (Shuttle Radar Topography Mission) e a Vetorizada pelo Módulo Arcscan/ Arcgis®: : Estudo de Caso para Fins de Análise Hidrológica na Bacia Hidrográfica do Rio Grande, Divisa entre os Estados de MG e SP

Sady Júnior M. C. de Menezes, Thiago P. M. Soares, Vanessa Mendes Lana, Cleverson Alves de Lima, Fernando Soares de Oliveira, Claubert Wagner G. de Menezes, Carlos Antonio Alvares Soares Ribeiro, Vicente Paulo Soares

Resumo


O SRTM - Shutle Radar Topography Mission – é uma missão o qual gerou-se uma base topográfica digital de alta resolução. A SRTM consiste num sistema de radar especialmente modificado que voou a bordo do Endea-vour (ônibus espacial), em fevereiro de 2000. As imagens obtidas pelo SRTM garantiu amplas aplicações em estudos espaciais, uma vez que os processos de comunicação visual para a produção de cartografia de base e mapas de precisão da análise espacial foram utilizados. O presente estudo foi baseado em duas etapas
de processamento de dados: inicialmente, incidiu sobre a manipulação de bases vetorizadas (dados de hidrografia obtidos pelo IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e, em seguida, gerou-se informações vetorizadas a
partir de imagens SRTM. A área de estudo é a Bacia do Rio Grande, MG/SP. Usando o programa de Sistemas de Informação Geográfica - ArcGIS 9.3.1 - foi obtido pelo módulo Spatial Analyst a hidrografia que foi extraída do SRTM. Após essa extração, foram comparadas as informações obtidas com o IBGE (vetor da base de dados utilizando o módulo Arcscan/ArcGIS) e as informações obtidas pelo SRTM. Verificou-se uma ligeira diferença entre
a distribuição e a concentração dos prováveis canais de drenagem entre os mapas dos vetores gerados (IBGE x SRTM). O trabalho demonstrou o uso dos dados do SRTM possibilitando a atualização de dados da rede hidrográfica de extensas áreas de modo bastante facilitado, com a vantagem de ser organizado pela mesma
equipe e pelo mesmo processo metodológico, sem riscos de desigualdades durante sua geração.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18406/2316-1817v3n22011327

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Revista Agrogeoambiental

Rev. Agrogeoambiental, Pouso Alegre, MG, Brasil. e-ISSN: 2316-1817

Licença Creative Commons

A Revista Agrogeoambiental está licenciada por uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.