Avaliação da Produtividade e Adaptabilidade de Acessos de Amendoim Forrageiro para Potencial For-mação/Consorciação de Pastagens no Sul de Minas Gerais

Michender Werison Motta Pereira, Kátia Regina de Carvalho, Lílian Vilela de Andrade Pinto

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar a produção e adaptabilidade de cinco acessos de A. pintoi (BRA 031496, BRA 015121, BRA 013251, BRA 030333 e BRA 022683) e um acesso de A. repens (BRA 031801), visando fomentar
estudos para o estabelecimento de cultivares mais produtivas em pastagens da região Sul de Minas Gerais. Os estudos se deram em dois momentos, sendo, o primeiro com a realização do experimento em bandejas para análise
da taxa de pegamento dos acessos em casa de vegetação e, o segundo, com a experimentação realizada em vasos, onde cada acesso foi analisado quanto a sobrevivência das mudas, número e comprimento médio de estolões,
produção de matéria seca da parte aérea e radicular e taxa de sobrevivência. O acesso de A. pintoi BRA 031496 apresentou os maiores índices de taxa de pegamento em bandejas (70%) e produção de matéria seca da parte
aérea (21,1g) e radicular (7,0g), além de boa perfilhação, acompanhada de uma considerável taxa de crescimento dos estolões. Já o acesso de A. repens BRA 031801 apresentou os menores resultados de taxa de pegamento em
bandeja (33,33%), comprimento médio dos estolões aos 45 e 90 dias após o plantio (15,6cm e 16,7cm respectivamente) e produção de matéria seca da parte aérea (10,7g) e radicular (4,7g). Após o enraizamento das mudas
em bandejas de isopor todos os acessos promoveram 100% de sobrevivência em vasos.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18406/2316-1817v3n22011330

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Revista Agrogeoambiental

Rev. Agrogeoambiental, Pouso Alegre, MG, Brasil. e-ISSN: 2316-1817

Licença Creative Commons

A Revista Agrogeoambiental está licenciada por uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.