Avaliação alelopática de Tithonia diversifolia na germinação e no crescimento inicial de Bidens pilosa e Brachiaria brizantha

Paulo Vinicius Anderson de Oliveira, Suzelei de Castro França, Marcelo Bregagnoli, Paulo Sérgio Pereira

Resumo


O objetivo deste projeto foi de avaliar o potencial alelopático do extrato e frações purificadas das espécies vegetais Tithonia diversifolia na germinação de Brachiaria brizantha e Bidens pilosa. A germinação foi avaliada quanto aos aspectos: percentual de germinação, velocidade de germinação, número de folhas, altura das plântulas, tamanho das raízes, peso e sobrevivência das mesmas. Os resultados obtidos permitiram concluir que Tithonia diversifolia mostrou-se tóxico para as ervas daninhas utilizadas. Adicionalmente, devido a inibição da germinação e o retardamento do desenvolvimento radicular e aéreo ficou confirmado o efeito alelopatico do ácido clorogênico isolado desta espécie.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18406/2316-1817v3n32011357

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Revista Agrogeoambiental

Rev. Agrogeoambiental, Pouso Alegre, MG, Brasil. e-ISSN: 2316-1817

Licença Creative Commons

A Revista Agrogeoambiental está licenciada por uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.