Variabilidade espacial da resistência do solo à penetração avaliada ao longo de um cultivo de milho

Henrique José Guimarães Moreira Maluf, Diogo Santos Campos

Resumo


O objetivo deste estudo é avaliar as variações espaciais da resistência à penetração em um Latossolo Vermelho Distroférrico típico em quatro profundidades e em três estágios fenológicos da cultura do milho. A área experimental foi cultivada sob um convencional preparo de solo, onde foi implantada a cultura do milho. Esta foi definida por uma malha quadrangular de 70 m x 70 m, selecionada a partir de características visuais homogêneas, onde se estabeleceu 64 pontos georeferenciados distanciados de 10 em 10 m. As avaliações da resistência à penetração foram realizadas até 40 cm de profundidade em três estágios distintos da cultura (V6, VT e R6). As análises geoestatísticas e a geração dos mapas de variabilidade foram realizadas com o uso da versão gratuita do programa computacional GS+. Os resultados apresentam diferença entre as avaliações em cada perfil estudado, apresentando diferenciações nos modelos, na classificação da dependência espacial e no alcance desta dependência, o que dificulta a tomada de decisões pois estas mensurações sofrem influência de inúmeros fatores. O estudo permitiu uma maior visualização das influências nas medidas de resistência à penetração e alerta profissionais da área no uso destas para identificação de camadas compactadas.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18406/2316-1817v4n12012376

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Revista Agrogeoambiental

Rev. Agrogeoambiental, Pouso Alegre, MG, Brasil. e-ISSN: 2316-1817

Licença Creative Commons

A Revista Agrogeoambiental está licenciada por uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.