Emergência de plântulas de cafeeiro em substratos de borra de café

Aibi Jorge Torres, Marcelo Bregagnoli, José Mauro Costa Monteiro, Carlos Alberto Machado Carvalho

Resumo


A germinação e velocidade de emergência de sementes de café (Coffea arabica L.) está ligada a fatores intrínsecos e extrínsecos. O substrato é o meio onde ocorre a germinação, podendo servir de fonte de nutrientes às plântulas em desenvolvimento. O uso de substratos alternativos para produzir mudas de café vem sendo pesquisado há vários anos, porém são poucos os trabalhos ligados diretamente ao uso da borra de café como substrato único. O presente trabalho objetivou mostrar a viabilidade de composto produzido com borra de café como substrato para sementes de café e seu efeito sobre o processo de germinação. Foram utilizados substrato-padrão (SP), borra de café pura (BC) e mistura substrato + borra a 50% (SB). Foram analisadas a densidade do substrato e a emergência das sementes mensalmente. O substrato padrão apresentou germinação de 100% após 150 dias de semeadura; a mistura dos substratos, 93,75%; e a borra de café pura, 71,88%. Houve atraso e inibição na emergência, porém o melhor desempenho foi percebido na mistura de borra de café com substrato padrão.
Palavras-chave: Coffea arabica L. Plântulas. Resíduo. Emergência.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18406/2316-1817v4n32012472

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Revista Agrogeoambiental

Rev. Agrogeoambiental, Pouso Alegre, MG, Brasil. e-ISSN: 2316-1817

Licença Creative Commons

A Revista Agrogeoambiental está licenciada por uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.