Zoneamento de risco de incêndios florestais para a fazenda experimental Edgardia – Botucatu (SP), através de sistemas de informações geográficas.

Donizeti Aparecido Pastori Nicolete, Célia Regina Lopes Zimback

Resumo


O presente trabalho teve como objetivo a utilização de Sistemas de Informações Geográficas para a elaboração de mapas das áreas que apresentam riscos de ocorrência de incêndios florestais para a Fazenda Experimental Edgardia da UNESP campus de Botucatu. Foram selecionados cinco fatores de risco para a área de estudo e utilizando uma técnica de tomada de decisão denominada Processo Hierárquico Analítico seus respectivos pesos foram determinados, sendo, fator Cobertura e Uso do Solo (peso 0,36), fator Proximidade com Estradas (peso 0,36), fator Declividade (peso 0,15), fator Face de Exposição do Terreno (peso 0,10) e fator Altimetria (peso 0,03). Após a sobreposição dos cinco fatores obteve-se o mapa com as áreas de risco incêndios florestais, onde se observa que 69,24% da área possui risco moderado de incêndios e 21,52% da área possui risco alto, sendo estas as classes mais significativas em termos de área ocupada.



Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18406/2316-1817v5n32013518

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Revista Agrogeoambiental

Rev. Agrogeoambiental, Pouso Alegre, MG, Brasil. e-ISSN: 2316-1817

Licença Creative Commons

A Revista Agrogeoambiental está licenciada por uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.