Diagnóstico dos impactos ambientais na bacia hidrográfica do rio Muzambo, em Muzambinho (MG)

Otávio Henrique Domingos

Resumo


Devido ao aumento da população mundial e, consequentemente, à crescente demanda por alimentos, a agropecuária vem se tornando cada vez mais imprescindível para a manutenção da vida e para a erradicação da fome. Buscando atender essas demandas, a agropecuária vem ganhando maiores proporções, que muitas vezes culminam em impactos ambientais negativos oriundos dessa atividade. Um dos recursos naturais mais afetados pela expansão desordenada da agropecuária são os recursos hídricos. Este trabalho faz um diagnóstico acerca das atividades agropecuárias e dos impactos ambientais causados por essa atividade na bacia hidrográfica do Rio Muzambo no município de Muzambinho - Minas Gerais, avaliando, de forma descritiva, a intensidade dos impactos, cujos dados são analisados qualitativa e quantitativamente. Nesse contexto, avalia-se a influência antrópica no meio ambiente local por meio da caracterização das atividades agropecuárias e domésticas realizadas na região, e, da mesma forma, caracterizaram-se os impactos ocasionados por essas atividades. Foi observado que a degradação ambiental atingiu tanto as áreas agricultáveis como as áreas com vegetação natural, e que não há adoção de medidas mitigadoras de impactos na região estudada. O controle do escoamento superficial da água das chuvas, a revitalização das matas ciliares e a destinação correta dos resíduos sólidos e efluentes são práticas imprescindíveis para que se promova o desenvolvimento de uma agropecuária sustentável.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18406/2316-1817v7n12015562

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Revista Agrogeoambiental

Rev. Agrogeoambiental, Pouso Alegre, MG, Brasil. e-ISSN: 2316-1817

Licença Creative Commons

A Revista Agrogeoambiental está licenciada por uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.