Potencial fitorremediador das plantas predominantes na área do lixão de Inconfidentes/MG

Kátia de Lourdes Pereira, Lilian Vilela Andrade Pinto, Ademir José Pereira

Resumo


A utilização de sistemas vegetais para degradar extrair, conter, ou imobilizar contaminantes do solo e da água é uma das ferramentas da biotecnologia denominada fitorremediação. Além disso, a fitorremediação é uma técnica que possibilita a remediação in situ e ocasiona menor impacto ao meio ambiente, sendo ainda mais viável economicamente. Assim, o objetivo deste trabalho foi avaliar e comparar as espécies localizadas em lixão, quanto à acumulação de cromo (Cr). O estudo foi desenvolvido no lixão do Município de Inconfidentes, na região sul do estado de Minas Gerais. Os parâmetros mensurados foram a concentração do cromo (Cr) nas folhas das espécies Solanum paniculatiom L (jurubeba), Ricinus Communis (mamona) e Vernamia Polysphaera,(assa-peixe) predominantes na área do lixão. Verificou-se que das três espécies coletadas no lixão a Vernamia Polysphaera (assa-peixe) foi capaz de acumular uma maior quantidade de cromo na parte aérea.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18406/2316-1817v1n12013566

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Revista Agrogeoambiental


Rev. Agrogeoambiental, Pouso Alegre, MG, Brasil. e-ISSN: 2316-1817

Licença Creative Commons

A Revista Agrogeoambiental está licenciada por uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.