Cidade dos meninos em Duque de Caxias/RJ: crime ambiental anunciado

Marianina Implagliazzo

Resumo


A presente pesquisa visa analisar e justificar os motivos da morosidade na resolução de crimes ambientais, mostrando o impacto ambiental decorrente da contaminação por organoclorados na população da Cidade dos Meninos em Duque de Caxias, município da Baixada Fluminense, no Rio de Janeiro. A inexistência de um planejamento para o desmonte da fábrica de inseticidas organoclorados acarretou sérios problemas de natureza ambiental com repercussões na saúde da população decorrentes do depósito de tais compostos organoclorados de forma inadequada sobre o solo, colocando em risco a saúde pública e o ambiente. Diante de um cenário de impasses judiciais, onde todos questionam o problema, mas que cada uma das partes segue interesses não convergentes compromete-se diretamente todo o processo, inviabilizando a solução. O crescimento demográfico no município de Duque de Caxias possibilitou ainda a formação de assentamentos urbanos de baixa renda, acarretando não somente o agravamento dos problemas já existentes, como também a questão da contaminação da área por resíduos organoclorados, bem como o aumento da população exposta.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18406/2316-1817v1n12013580

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Revista Agrogeoambiental

Rev. Agrogeoambiental, Pouso Alegre, MG, Brasil. e-ISSN: 2316-1817

Licença Creative Commons

A Revista Agrogeoambiental está licenciada por uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.