Caracterização da produção de cana-de-açúcar através de indicadores espaciais e temporais em Mato Grosso do Sul

Priscila Barcello Maia, Iurhy Silva Rezende, Bruno Agostini Colman, Gabriele Lima Masson, Marcos Antônio Camacho da Silva

Resumo


Com um cenário bastante favorável, a expansão das áreas cultivadas com cana-de-açúcar no Estado de Mato Grosso do Sul tem tomado dimensões significativas na produção, o que torna importante o estudo de indicadores de produção dessa cultura em diversos níveis territoriais do Estado. Diante desse cenário, o objetivo deste estudo foi analisar a produção de cana-de-açúcar nos principais municípios produtores de Mato Grosso do Sul através de indicadores de produção de dados oficiais no período de 2003 a 2011. Foram utilizados dados oficiais de estimativa do LSPA/IBGE de área colhida - AC (ha), área colhida relativa - ACR (%) produção - PR (t) e produtividade média - PRM (t ha-1) em diferentes níveis territoriais (mesorregiões, microrregiões e municípios) com produção significativa de cana-de-açúcar. Na análise de agrupamento, os municípios foram tipificados quanto a AC, ACR, PR e PRM. Pela análise conjunta do agrupamento, os grupos classificados como alto e médio se assemelham ao zoneamento agroecológico da cana-de-açúcar. Através da análise de regressão a mesorregião sudoeste (MES-SU) e a microrregião de Dourados (MIC-DO) são os níveis territoriais que apresentam crescimento da PRM no período da caracterização.

Palavras-chave


Agrupamento. Levantamento sistemático. Produtividade. Tendência tecnológica.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18406/2316-1817v7n22015682

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Revista Agrogeoambiental

Rev. Agrogeoambiental, Pouso Alegre, MG, Brasil. e-ISSN: 2316-1817

Licença Creative Commons

A Revista Agrogeoambiental está licenciada por uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.