ESPÉCIES DA FAUNA URBANA DE MARABÁ E PARAUAPEBAS: CONHECER PARA PRESERVAR

André Santos Souza

Resumo


O crescimento acelerado das cidades fez com que a fauna silvestre migrasse das áreas de floresta e rios para conviver cada vez mais perto dos homens. Nas cidades de Marabá e Parauapebas, dois dos maiores centros urbanos do interior do Pará, alguns vertebrados podem ser observados na área urbana, convivendo com homens, carros, máquinas e concreto. Da compilação dos mais diversos estudos de fauna realizados nessas cidades e seus entornos, constam 297 espécies de vertebrados na área urbana de Marabá, das quais 87 foram visualizadas em trabalho de observação em campo; e 275 em Parauapebas, das quais 103 foram observadas em levantamento de campo. A pesquisa percorreu os quatro cantos de cada cidade, entre os meses de maio e setembro de 2013. Os resultados do estudo apontam para a necessidade premente de dar prosseguimento a levantamentos do gênero a fim de que as espécies sejam devidamente conhecidas, posto que algumas correm risco de desaparecimento.


Palavras-chave


Urbanização; Fauna; Educação Ambiental; Conservação

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18406/2316-1817v0n02014743

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Revista Agrogeoambiental

Rev. Agrogeoambiental, Pouso Alegre, MG, Brasil. e-ISSN: 2316-1817

Licença Creative Commons

A Revista Agrogeoambiental está licenciada por uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.