Contribuição do fomento do órgão florestal de Minas Gerais para a Zona da Mata

Sidney Araujo Cordeiro, Márcio Lopes da Silva, José Ludgero Rocha, Laércio Antônio Gonçalves Jacovine, Sebastião Renato Valverde

Resumo


Este estudo analisou o desempenho do fomento florestal do Instituto Estadual de Florestas
(IEF/MG), para a regional Mata, procurando identificar os benefícios e os aspectos a serem melhorados. O trabalho foi realizado com base em dados sobre a regional, fornecidos pelo IEF/MG e por
produtores atendidos pelo seu programa de fomento. Foram utilizados 12 indicadores de desempenho, definidos através de reuniões com técnicos do referido órgão. Os dados foram avaliados por
meio da análise tabular e em gráficos de médias aritméticas. Os núcleos de Viçosa e Juiz de Fora
obtiveram o melhor resultado, juntos sendo responsáveis por 57% do desempenho. A estimativa
do número de empregos gerados pelos reflorestamentos em 2006 foi de 452 empregos. Concluiuse também que há necessidade de um maior número de técnicos envolvidos com a atividade de
fomento florestal.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18406/2316-1817v1n2200982

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Revista Agrogeoambiental

Rev. Agrogeoambiental, Pouso Alegre, MG, Brasil. e-ISSN: 2316-1817

Licença Creative Commons

A Revista Agrogeoambiental está licenciada por uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.