Intervalo hídrico ótimo utilizado como indicador da qualidade física em perímetro irrigado.

Thiago Lima da Silva, Antenor De Oliveira Aguiar Netto, Maria Isidória Silva Gonzaga, Edson Patto Pacheco, Ariovaldo Antonio Tadeu Lucas

Resumo


Um dos principais parâmetros para se avaliar as condições físicas do solo é o Intervalo Hídrico Ótimo (IHO) que tem como conceito a incorporação de uma faixa de quantidade de água, as limitações ao desenvolvimento das plantas por aeração, água disponível e resistência do solo à penetração das raízes. O objetivo neste trabalho foi avaliar o intervalo hídrico ótimo de um Latossolo amarelo distrófico com diferentes usos e manejos no perímetro irrigado Piauí, município de Lagarto-SE. Foram selecionados 4 (quatro)  diferentes tipos de usos do solo que tivessem diferentes manejos agrícolas no perímetro irrigado Piauí e três profundidades 0-0,15 m; 0,15-0,30 m e 0,30-0,45 m avaliadas nesses sistemas. Os usos distintos consistiram em: a) área sob cultivo de pimenteira malagueta (Capsicum frutensens L); b) área sob cultivo de maracujazeiro amarelo (Passiflora edulis sims); c) área sob cultivo de maracujazeiro em consórcio com pimenteira malagueta; d) área sob pastagem (Brachiaria decumbens). O intervalo hídrico ótimo foi determinado por meio da curva de resistência à penetração e da curva de retenção da água no solo e mostrou-se importante indicador para avaliação da qualidade física do solo avaliado sob diferentes usos no perímetro irrigado Piauí, onde o manejo empregado no solo afetou a qualidade física deste, já que, em profundidades maiores todos os usos apresentam restrições ao desenvolvimento do sistema radicular, sendo que, a pastagem e o consórcio maracujá e a pimenteira apresentam essa restrição já na profundidade superficial 0-0-15m.

 


Palavras-chave


física do solo; resistência à penetração manejo do solo.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18406/2316-1817v8n42016907

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Revista Agrogeoambiental

Rev. Agrogeoambiental, Pouso Alegre, MG, Brasil. e-ISSN: 2316-1817

Licença Creative Commons

A Revista Agrogeoambiental está licenciada por uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.