Avaliação da emergência e do crescimento inicial de plântulas de cedro-rosa em diferentes substratos

Kever Bruno Paradelo Gomes, Maria de Lourdes Gomes Vilarino, Valdevino Pereira Silva, Ana Carolina Ferraro

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito de diferentes combinações de substratos na
emergência e no crescimento inicial de plântulas de Cedrela fissilis. O experimento foi realizado na
casa de vegetação do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais – Campus
São João Evangelista (IFMG – SJE). Foi utilizado o delineamento em blocos casualizados (DBC),
com 7 tratamentos e 4 repetições, sendo que cada repetição tinha 25 plântulas. Os substratos utilizados
nos tratamentos foram a vermiculita, casca do fruto de urucum e húmus de minhoca isolados e
combinados. Avaliou-se a porcentagem de emergência, Índice de Velocidade de Emergência, Tempo
Médio de Emergência, diâmetro do coleto, comprimento da parte aérea, massa seca da parte aérea
e raiz e Índice de Qualidade de Dickson (IQD). Constatou-se que a emergência e o crescimento
inicial das plântulas foram influenciados pelo tipo de substrato. A mistura contendo casca do fruto
de urucum, vermiculita e húmus revela bom potencial de uso como substrato na produção de mudas
de Cedrela fissilis. A inclusão do resíduo casca do fruto de urucum como fornecedor de nutrientes
para compor formulações de substratos visando à produção de mudas nativas, representou uma boa
alternativa para diminuir os custos de produção dessas mudas.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18406/2316-1817v2n12010255

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Revista Agrogeoambiental

Rev. Agrogeoambiental, Pouso Alegre, MG, Brasil. e-ISSN: 2316-1817

Licença Creative Commons

A Revista Agrogeoambiental está licenciada por uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.