Potencial de árvores frutíferas para a atração de aves

Leonardo Ribeiro Góes-Silva, Bruno Senna Corrêa, Aloysio Souza de Moura

Resumo


O objetivo deste trabalho é avaliar o potencial atrativo de aves presente em oito espécies de árvores frutíferas: Callicarpa reevesii Wall.ex Walp., Ficus microcarpa L.f., Ficus tomentella Miq., Michelia champaca L., Morus nigra L., Nectandra nitidula Nees, Schinus terebinthifolius Raddi e Syagrus romanzoffiana Cham. A interação de aves-plantas foi observada no município de Ouro Fino (MG), nos domínios da Serra da Mantiqueira. As referentes árvores foram observadas durante 24 horas nos períodos em que estavam frutificando, entre julho de 2007 a abril de 2008. Com o uso de ferramentas de análise de diversidade biológica, pode-se constatar que as espécies com maiores potenciais de atração de aves foram Ficus microcarpa, Ficus tomentella, Morus nigra, Nectandra nitidula e Schinus terebinthifolius e as espécies de aves que apresentaram alto índice de interação com as árvores foram Dacnis cayana, Elaenia flavogaster, Tangara cayana, Tersina viridis, Thraupis sayaca, Turdus amaurochalinus e Turdus rufiventris.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18406/2316-1817v4n12012374

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Revista Agrogeoambiental

Rev. Agrogeoambiental, Pouso Alegre, MG, Brasil. e-ISSN: 2316-1817

Licença Creative Commons

A Revista Agrogeoambiental está licenciada por uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.