Acidentes de trabalho em empresas florestais de plantio, cultivo e extração de madeira

Juliane do Valle Medeiros, Sonia Regina Jurado

Resumo


Os acidentes no trabalho e as doenças ocupacionais acarretam aos trabalhadores danos que podem variar de restrições laborais até a impossibilidade de trabalho, seja temporária ou permanente. O setor florestal que movimenta milhões de empregos todos os anos, acaba por ter condições de trabalho precárias e inseguras. O número de acidentes de trabalho que ocorrem a cada ano no setor florestal brasileiro é desconhecido. Porém, sabe-se que algumas das atividades deste setor situam-se, juntamente com as da construção civil e as petrolíferas, entre as mais perigosas. O objetivo do presente trabalho foi estudar os acidentes de trabalho em empresas florestais de plantio, cultivo e extração de madeira. Realizou-se pesquisa bibliográfica acerca do tema. Foram encontrados apenas nove artigos científicos sobre acidentes de trabalho em empresas florestais de madeira. Denota-se a falta de equipamentos adequados e a utilização de equipamentos e máquinas inseguros destinadas a esse setor de atividade. Também muitos acidentes de trabalho acontecem pela não qualificação e profissionalização adequada dos trabalhadores. Ainda, constatou-se que grande parte dos acidentes acontecem no momento da derrubada de árvores. Os acidentes que acontecem nesse setor são sub-notificados, não retratando a realidade e, portanto, outros estudos são importantes para o levantamento do número de acidentes em empresas florestais, visando à tomada de decisões para a melhoria da segurança e saúde do trabalhador rural.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18406/2316-1817v5n22013479

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Revista Agrogeoambiental

Rev. Agrogeoambiental, Pouso Alegre, MG, Brasil. e-ISSN: 2316-1817

Licença Creative Commons

A Revista Agrogeoambiental está licenciada por uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.