Uso de compostagem de carcaça de aves como componente de substrato para a produção de mudas de Eucalyptus grandis em sacolas plásticas e tubetes

Elisa Mara Pereira, Lilian Vilela Andrade Pinto

Resumo


O presente trabalho teve como objetivo avaliar a viabilidade do uso de composto de carcaça de aves como componente de substratos na produção de mudas de Eucalyptus grandis nos recipientes sacola plástica e tubete. O experimento foi conduzido no viveiro do IFSULDEMINAS - Campus Inconfidentes. As variáveis avaliadas foram sobrevivência das mudas, diâmetro a altura do colo, altura, massa seca da parte aérea, da raiz e total, e índice de qualidade de Dickson. A ausência e maiores proporções do composto de carcaça de aves no substrato proporcionaram maiores índices de mortalidade nos tubetes e nas sacolas plásticas. Na sacola plástica os substratos com 20% e 40% e nos tubetes o substrato com 40% da compostagem proporcionaram melhor diâmetro a altura do colo. O uso de 40% da compostagem no recipiente sacola plástica foi o que melhor favoreceu o desenvolvimento da altura das mudas e a maior massa seca total. O índice de qualidade de Dickson (IQD) teve melhor resultado no recipiente sacola plástica com 40% de composto. Conclui-se que o uso da compostagem de carcaça de aves, nas combinações com substrato, favoreceu o desenvolvimento das mudas em relação aos substratos 100% comercial Mecplant no recipiente tubete e em relação à terra de subsolo utilizada no recipiente sacola plástica.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18406/2316-1817v5n32013517

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Revista Agrogeoambiental


Rev. Agrogeoambiental, Pouso Alegre, MG, Brasil. e-ISSN: 2316-1817

Licença Creative Commons

A Revista Agrogeoambiental está licenciada por uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.