Tendências hidrológicas na região do Alto Rio Mogi-Guaçu, sul de Minas Gerais

Mateus Ricardo Nogueira Vilanova

Resumo


Variações temporais do comportamento hidrológico de uma região podem ser decorrentes de alterações climáticas ou do uso e ocupação do solo em bacias hidrográficas, sendo o seu entendimento fundamental para o gerenciamento e planejamento de recursos hídricos. O presente trabalho avalia a existência de tendências monotônicas em séries de vazão e chuva na região do Alto Rio Mogi-Guaçu, localizada no sul do Estado de Minas Gerais. Para isso, foi aplicado o teste não-paramétrico de Mann-Kendall a séries representativas de vazão média anual (de duas estações fluviométricas), e o teste de Mann-Kendall Regional a séries de chuva total anual (de duas estações pluviométricas), ambos no período de 1973 a 2006. Os resultados demonstram a existência de tendências estatisticamente significativas de redução da chuva e da vazão na região do Alto Rio Mogi-Guaçu durante o período analisado.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18406/2316-1817v6n32014601

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Revista Agrogeoambiental


Rev. Agrogeoambiental, Pouso Alegre, MG, Brasil. e-ISSN: 2316-1817

Licença Creative Commons

A Revista Agrogeoambiental está licenciada por uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.