Extração de informações da cena urbana combinando imagens RADARSAT-2 e GeoEye

Anna Carolina Cavalheiro

Resumo


Neste trabalho, foi analisada a contribuição da imagem RADARSAT-2 na discriminação de elementos de uma cena urbana, quando fundida com uma imagem GeoEye. A vantagem da imagem-radar é que sua tomada independe das condições atmosféricas, e a resolução espacial nominal no modo ultrafino é de 3 metros. Já as imagens multiespectrais, mesmo sendo de alta resolução, não permitem discriminar todos os elementos que compõem uma cena urbana.  O objetivo deste trabalho foi discriminar elementos da cena, utilizando a combinação de informações obtidas de imagem óptica e de radar, e também verificar se o modelo de transformação projetiva é adequado para a correção geométrica da imagem radar. Pretende-se, ainda, analisar o efeito dos filtros para redução do speckle na imagem e constatar a contribuição da imagem radar para a identificação de elementos presentes na cena. A transformação projetiva apresentou um resultado satisfatório na correção da imagem, apesar de o ângulo de visada ser lateral; os valores de resíduos para os pontos de controle e verificação ficaram menores que 1 metro. Para tratar o speckle, verificou-se que o filtro estatístico de média com janela 5x5 foi o que permitiu sua eliminação com maior eficiência. Os resultados dos experimentos de classificação, utilizando árvore de decisão, apresentaram-se coerentes com a realidade da área de estudo. O melhor resultado foi verificado no experimento utilizando a imagem GeoEye segmentada, combinada com a imagem radar, uma vez que essa contribui para a caracterização de estruturas metálicas que apresentam alto fator de reflexão. Foi possível comprovar a confiabilidade da técnica na visita de campo. 


Palavras-chave


Geoeye. Speckle. Imagem radar. Classificação de imagens.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18406/2316-1817v8n12016785

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Revista Agrogeoambiental

Rev. Agrogeoambiental, Pouso Alegre, MG, Brasil. e-ISSN: 2316-1817

Licença Creative Commons

A Revista Agrogeoambiental está licenciada por uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.