Sobrevivência e desenvolvimento de lagartas de Spodoptera frugiperda e Chrysodeixis includens alimentadas com folhas de algodoeiro geneticamente modificado

Elmo Ponte de Melo, Raphael Maia Aveiro Cessa, Paulo Eduardo Degrande, Danilo Renato Santiago Santana

Resumo


A cultura do algodão (Gossypium hirsutum L.) é hospedeira de um complexo de pragas que pode ocasionar danos às raízes, caule, folhas, botões florais, flores, maçãs, sementes e fibras. Este trabalho objetivou avaliar por meio da alimentação com folhas de algodoeiro geneticamente modificadas resistentes a lepidópteros, à sobrevivência e desenvolvimento de lagartas de Spodoptera frugiperda e Chrysodeixis includens. Os experimentos foram conduzidos no Laboratório de Entomologia Aplicada da Universidade Federal da Grande Dourados, Dourados, Mato Grosso do Sul, no período de 05 de janeiro (preparo dos vasos) a 23 de junho de 2012 (algodoeiros em fim de ciclo, com 154 dias após a emergência). As plantas foram cultivadas em casa de vegetação, enquanto os biotestes de sobrevivência e desenvolvimento de lagartas foram conduzidos em laboratório. Os estudos foram constituídos de: A – oferta de folhas de algodoeiro Coker TwinLink® e Cooker não modificada a lagartas de S. frugiperda; B – oferta de folhas de algodoeiro Coker TwinLink® e Cooker não modificada a lagartas de C. includens; C – oferta de folhas de algodoeiro PHY 440 WS Widestrike®, FM 975 WS Widestrike® e FM 933 não modificado a lagartas de S. frugiperda; D – oferta de folhas de algodoeiro PHY 440 WS Widestrike®, FM 975 WS Widestrike® e FM 933 não modificado a lagartas de C. includens. Compilando as informações do presente estudo, observamos que o algodoeiro Coker TwinLink® permitiu menores valores percentuais de sobrevivência de lagartas neonatas de C. includens se comparada à S. frugiperda. As linhagens de algodoeiros resistentes a lepidópteros interferem de forma negativa na sobrevivência e desenvolvimento de lagartas de S. frugiperda e C. includens, quando comparadas às linhagens não modificadas. Dependendo da linhagem, do evento geneticamente modificado e da praga, é necessário controle complementar.

Palavras-chave: Programa de melhoramento. Resistência de plantas. Proteínas.

 


Palavras-chave


Mortalidade. Toxidez. Proteínas.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18406/2316-1817v8n32016865

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Revista Agrogeoambiental

Rev. Agrogeoambiental, Pouso Alegre, MG, Brasil. e-ISSN: 2316-1817

Licença Creative Commons

A Revista Agrogeoambiental está licenciada por uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.