Determinação da mistura ótima para compostagem de dejetos suínos utilizando maravalha de madeira

Felipe Jurça Fernandes, Felipe Moreton Chohfi

Resumo


O trabalho foi realizado na Fazenda Experimental do Instituto Federal do Sul de Minas
Gerais, Campi Inconfidentes e teve como objetivo determinar uma formulação de mistura ótima
para compostagem de resíduos suínos utilizando-se maravalha de madeira como propiciador/suporte
da compostagem. Neste sentido, experimentos foram realizados em um tambor compostor rotor
com capacidade para 200 litros (cerca de 120 kg) que permitiu o monitoramento dos parâmetros da
compostagem em escala piloto/laboratorial. Foram analisados parâmetros de temperatura, umidade e
materiais voláteis que permitiram monitorar o desenvolvimento temporal do processo de compostagem.
Os resultados obtidos mostram a dificuldade de obter condições favoráveis para o desenvolvimento do
processo devido à baixa relação C/N e umidade elevada dos dejetos suínos e aos problemas ocorrentes
com a coleta e armazenamento dos dejetos nas instalações da suinocultura do Instituto Federal do Sul
de Minas Gerais, Campi Inconfidentes. O bom andamento de um processo de compostagem resulta em
produto final de maior valor agregado, pois contém maior teor de nutrientes e reduzido teor de carga
orgânica ao se comparar com o dejeto in natura.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18406/2316-1817v2n12010259

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Revista Agrogeoambiental

Rev. Agrogeoambiental, Pouso Alegre, MG, Brasil. e-ISSN: 2316-1817

Licença Creative Commons

A Revista Agrogeoambiental está licenciada por uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.