Gerenciamento de resíduos de serviço de saúde de animais de produção: revisão

Evelyne Cazarotto Farezin, Juliana Sarubbi, Francisco Rafael Martins Soto

Resumo


A demanda por produtos de origem animal vem aumentando gradativamente no mundo, e a expectativa é que haja um incremento nos próximos anos, juntamente com a produção. Em consequência disso, ocorre também acréscimo na geração de diferentes tipos de resíduos nas propriedades. Um dos resíduos que são gerados na produção animal são os resíduos de serviço de saúde animal (RSSA). Diante deste cenário, objetivou-se realizar uma revisão sobre o gerenciamento de RSSA. Os RSSA mesmo que produzidos em menor quantidade devem receber cuidado especial devido à capacidade de infectar e contaminar o meio ambiente e o ser humano. O gerenciamento de RSSA é importante para mitigar os impactos ambientais e sanitários. Nas propriedades rurais, é ainda pouco discutido e realizado. É importante buscar medidas para realizar a correta segregação e posterior reciclagem dos RSSA. A disposição final da maior parte destes resíduos é efetuada de forma inadequada. É de fundamental importância à implantação de um plano de gerenciamento de resíduos sólidos e que mais estudos sejam realizados na área.


Palavras-chave


Compostagem. Produção Animal. Reciclagem. Segregação.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18406/2316-1817v9n32017997

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Revista Agrogeoambiental

Rev. Agrogeoambiental, Pouso Alegre, MG, Brasil. e-ISSN: 2316-1817

Licença Creative Commons

A Revista Agrogeoambiental está licenciada por uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.